SEVEN: OS SETE PECADOS CAPITAIS (Crítica)

SEVEN

5estrelas

FICHA TÉCNICA

Título Original: Se7en
Ano do lançamento: 1995
Produção: EUA
Gênero: Suspense
Direção: David Fincher
Roteiro: Andrew Kevin Walker

Sinopse: Dois policiais, um jovem e impetuoso (Brad Pitt) e o outro maduro e prestes a se aposentar (Morgan Freeman), são encarregados de uma perigosa investigação: encontrar um serial killer que mata as pessoas seguindo a ordem dos sete pecados capitais.

Por Jason

Se7en, uma construção da Intensidade

Se7en02

Muitos artistas sofrem com um retorno criativo, muito do que se produz é reconhecido mais tarde. Não foi diferente com David Fincher em Se7en – Os Setes Crimes Capitais, foi tido como um fracasso em sua época, tudo parecia ter encerrado uma breve carreira (Alien 3, 1992) quando Fincher executou um dos maiores filmes do gênero policial do século XX: Seven, um filme que marca uma estética que capaz de degradar a condição humana de forma instigante e sutil.

A narrativa nos guia por uma dupla policial com grande profundidade a procura de um serial killer. No elenco temos o jovem policial de comportamento explosivo David Mills (Brad Pitt), o detetive veterano William Somerset (Morgan Freeman) e o psicopata John Doe (Kevin Spacey). Vale perceber que a escolha de elenco foi um tanto quanto diferente para Brad Pitt, ele que assumia imagem de galã na época agora interpretava David Mills, um policial dedicado, explosivo e que ao mesmo tempo é capaz de transmitir todo o sentimento que possui por sua esposa.

Outro ponto positivo em Se7en é a sua sugestão construtiva para o espectador, só é mostrado um único assassinato, perto do final do filme. A força do filme é tão grande que parece que presenciamos todas as mortes de John Doe, a cena do crime só foi exposta, o espectador é que recria os acontecimentos. Da mesma forma que o roteiro não explica a existência John Doe, tornando um personagem obscuro.

Vestido por obscuridade e sombras, a fotografia cria a atmosfera densa através dos diversos ambientes fechados que predominam na narrativa. Mesmo com ambientes externos as cenas são noturnas ou são banhadas pela forte chuva, com exceção do último dia. Para complementar, a trilha sonora é aflita, pontuando as cenas com precisão e alternando para um ritmo intenso nas cenas com mais ação.

Com um profundo domínio técnico. Vemos que da fotografia à trilha sonora, das atuações ao roteiro, da direção de arte à construção narrativa, há uma harmonia, formando um universo crível que gera desconforto, claustrofobia e opressão. Seven é um thriller espetacular, uma verdadeira obra-prima que se diz anacrônica entre os grandes filmes da história da sétima arte.

Se7en01

CURIOSIDADES

* Enquanto filmava uma cena, Brad Pitt machucou o braço seriamente em um pára-brisa. O acidente foi usado pelo roteiro, fazendo com que o fato tenha acontecido com o personagem também.
* A vítima amarrada em uma cama não era um boneco, e sim, um ator muito magro que parecia com um cadáver.
* Morgan Freeman segurou de forma errada a arma de seu personagem durante as filmagens. Policiais verdadeiros alertaram o ator sobre o erro e o ensinaram.
* Uma versão do roteiro contém uma cena final em que Mills escreve uma carta para Somerset avisando: “Você estava certo. Você estava certo sobre tudo”.
* Mills e Somerset discutem o livro Servidão Humana, de W. Somerset Maugham.
* O assassino John Doe é manco, assim como o protagonista Philip Carey, do livro Servidão Humana.
* A New Line queria mudar o final do longa. Brad Pitt ameaçou deixar a produção se isso acontecesse.
* O roteiro do filme demorou dois anos para ficar pronto.
* O vocalista da banda R.E.M, Michael Stipe, foi considerado para viver John Doe.
* O filho de Morgan Freeman, Alfonso Freeman, faz uma ponta como um técnico em impressão digital.
* Kevin Spacey perguntou para Fincher se seria preciso que raspasse a cabeça para viver o personagem. O cineasta disse: “Se você fizer isso, eu também faço!”. Ambos estavam carecas durante as filmagens.
* Brad Pitt ganhou US$ 7 milhões para fazer o filme.
* Kevin Spacey pediu para que o seu nome não aparecesse nos créditos iniciais, fazendo com que a participação do ator fosse uma surpresa para os espectadores. Para compensar, nos créditos finais o nome do ator é o primeiro que aparece.
* Nenhum material publicitário do filme contém Kevin Spacey.
* Considerado como um dos assassinos mais perigosos do cinema, John Doe não é visto cometendo nenhum assassinato no longa.

Se7en030

PRÊMIOS

OSCAR
Indicação: Melhor Edição

TRAILER

Comente pelo Facebook

3 Comentários

  1. Cristina

    Kevin Spacey está ótimo, realmente espetacular. O filme é maravilhoso !!

  2. Fabio

    Brad PITT SAINDO DA POSIÇÃO DE GALÃ. MORGAN FREEMAN SEMPRE ENIGMÁTICO. KEVIN SPACEY JÁ PARECE PSICOPATA DE CARA. ESSE FILME É TÃO BOM, TÃO BOM QUE DEPOIS DE ASSISTIR VOCÊS SENTE QUE NENHUM OUTRO FILME UM DIA SERÁ MELHOR. DÁ VONTADE DE ESTENDÊ-LO POR UMA SÉRIE COM 10 EPISÓDIOS SÓ PRA PROTELAR MAIS O SEU TÉRMINO. É PRA VER COM PIPOCA OU QUALQUER OUTRA COISA QUE SE GOSTE. É PRA VER EM SILENCIO, SEM CONVERSAS E BURBURINHOS, É PRA LER E/OU ESCUTAR CADA FALA.

    O CRIMINOSOS DA SÉRIE CONSEGUE SER UM DOS MAIS DOENTES E PERVERSOS DO CINEMA SEM APARECER COMETENDO UM ÚNICO CRIME.

    A INSPIRAÇÃO DO ROTEIRO PARECE AQUELAS DESCOBERTAS OU INSPIRAÇÕES QUE SÓ ACONTECEM UMA VEZ NA VIDA.

    É UM FILME DE SUSPENSE DO GÊNERO POLICIAL E PSICOPATA. SE GOSTA DO GÊNERO, DEVERIA TER UM POSTER NO SEU QUARTO DESTE FILME EM ESPECIAL.. SE NÃO GOSTA DO GÊNERO, OBVIAMENTE NÃO CURTIRÁ ESTE LONGA.