O MISTÉRIO DA PASSAGEM DA MORTE (Crítica)

O Misterio da Passagem da Morte

1estrela

FICHA TÉCNICA

Título Original: The Dyatlov Pass Incident
Ano do lançamento: 2013
Produção: Estados Unidos
Gênero: Thriller
Direção: Renny Harlin
Roteiro: Vikram Weet

Sinopse: Cinco estudantes norte-americanos viajam para Passagem de Dyatlov em busca de respostas sobre os eventos ocorridos na década de 1950, quando nove esquiadores russos morreram inexplicavelmente. Gravando um documentário, eles percorrem a trilha amaldiçoada dos Montes Urais e logo começam a desconfiar que não estão sozinhos no local.

Por Jason

O Misterio da Passagem da Morte03

Antes de falarmos desse filme do diretor de Duro de Matar 2, precisamos entender o mistério no qual ele se baseia. Em 1959, um grupo de nove pessoas, experientes montanhistas e escaladores, desapareceu nos Montes Urais, na então União Soviética. A descoberta dos corpos mais tarde, que deveria explicar o que houve com o grupo, só complicou ainda mais a situação ao invés de ajudar a esclarecer o mistério. Tudo porque eles foram encontrados carbonizados, com um elevado nível de radiação, coloração alaranjada e desnudos, mesmo debaixo de um frio congelante. Havia também sinais de envelhecimento precoce – o cabelo de uns estavam brancos e chamou atenção o fato de que um dos montanhistas teve a língua arrancada.

Os investigadores concluíram que os montanhistas rasgaram suas barracas de dentro para fora no meio da noite, assustados com algo, e saíram correndo debaixo de uma nevasca – não se sabe, contudo, do que. Os corpos ficaram preservados por causa da temperatura e não demonstravam sinais de luta, mas as vítimas tinham crânios fraturados e costelas partidas. A hipótese de avalanche foi descartada não só pela disposição dos corpos, como também pelo fato de terem encontrados vestígios de que as vítimas fugiram de algo desconhecido usando roupas deixadas por quem já tinha morrido. As barracas, excetuando os rasgos feito por eles, também estavam intactas mesmo dois meses depois de buscas.

O caso não teve uma conclusão, uma vez que pessoas relataram que na época havia nos céus luzes alaranjadas, de origens desconhecidas, que poderiam ter ou não a ver com o sumiço dos nove esquiadores. Para alimentar ainda mais o mistério, segundo uma antiga lenda mansi, a Montanha dos Mortos, onde os nove corpos mutilados foram encontrados, foi assim chamada devido a um acidente semelhante em que nove homens mansis também foram encontrados mortos enquanto tentavam se salvar de uma inundação da antiguidade.

O Misterio da Passagem da Morte02

Partindo desse pressuposto, que renderia um filmaço de mistério e discussões calorosas a respeito do que aconteceu com o grupo, o filme vai na contramão e traz o estilo já cansado de Atividade Paranormal, emulado em tantos outros filmes que já deu o que tinha para dar. Logo no começo, já sabemos o destino dos personagens – os jornais dão a noticia do desaparecimento do grupo. O espectador conhece o grupo de cinco pessoas, americanas, que vão refazer a escalada até os montes. Todos os personagens são desinteressantes. No meio do caminho, eles fazem apresentações para a câmera, didáticas, explicando o que houve com as pessoas em 1959, onde foram achadas mortas e as teorias a respeito sobre o caso. Encontram uma pessoa que presenciou todo o acontecimento, dando uma versão para os fatos, e conversam com ela antes de partirem.

Na montanha, uma avalanche leva logo uma das personagens. O grupo é forçado a abandonar um deles, ferido, que é morto por dois militares. Na fuga, os três restantes descobrem um bunker militar, com uma rede de tuneis. De repente, sai o filme de suspense e entra o filme trash. Os sobreviventes são atacados por criaturas deformadas – no melhor estilo Chernobyl – e descobrem uma trama envolvendo até mesmo O experimento Filadélfia, viagem no tempo e um portal, para desespero de qualquer espectador que esperava alguma coerência em toda essa confusão. Os efeitos especiais são pobres, as atuações precárias e a direção não tem nenhuma nota autoral, embora escape em uma ou outra cena eficiente em criar suspense. O final capenga só piora tudo.

Com roteiro horrível, atuações ruins e estilo cansativo, o filme desperdiça um dos maiores mistérios da humanidade com um terror tosco de doer.

O Misterio da Passagem da Morte01

TRAILER

Comente pelo Facebook

14 Comentários

  1. Corretordemulas

    O filme realmente é fraco, porém, pelos seus comentários é fácil perceber que o autor dessa crítica não entendeu o filme… Os dois sobreviventes viajaram no tempo, eles são os autores das mortes daquele laboratório, foram eles que apareciam em uma das cenas (subliminarmente)…

    • anyta

      eh uma bosta mais eles viajaram no tempo e antes deles passarem no portal estavam lutando contra eles mesmo mais mesmo assim e filme da um monte de duvidas para agente ficar pensando axo q nem o diretor entendeu oq ele quiz fazer

  2. Alawi

    Nossa cara, que crítica de bosta hein? Eu achei o filme bem montado, realmente cansativo no começo, a partir da avalanche o filme melhora incrivelmente, as cenas de ação são boas, e caso você não tenha visto a coerência no portal e no Experimento Philadelphia assiste de novo o filme (y)

  3. Brunno

    o filme realmente é incrível, até deixa passar a linha das criaturas deformadas e que se tele-transportam, mas o que mais me instigou, que na minha opinião não encaixa é que no começo da história a equipe de busca encontra o material da pesquisa e censura o video da câmera, mas os rackers o vazam na internet. já no fim do filme a câmera fica presa dentro do laboratório na caverna. pra mim isso não teve sentido nenhum

  4. Quirino

    Que merda de crítica hein! Cheia de spoilers, pra mim que ainda não vi o filme o cara cagou…..

  5. murillo

    Que pena! Pena que os americanos são tão egoístas que colocaram personagens do país deles e fizeram um filme fraco em cima do talvez: maior mistério de todos os tempos. Um grande clássico poderia surgir nesse filme. Uma história incrível pra deixar grandes filmes no chinelo. Espero que diretores consagrados não percam essa oportunidade e contem essa história dos montanhistas RUSSOS em um super filme. Mas por favor, não caguem 2 vezes!!!

  6. Willian

    Não sei se perceberam, que não era só eles fugindo deles…
    quando eles entraram lá dentro e viram aquelas criaturas ( eles ) eles tentaram fugir, só que as criaturas não queriam fazer mau a eles, eles queriam que eles fossem embora de lá
    tanto que quando ela tentou passar pela porta onde dava o portal do tempo, uma das criaturas estava em cima tentando barrar eles. E depois eles confirmam isso quando entram lá dentro, eles dizem: – porque eles não nos mataram, eles tiveram tantas chances..

    • Vanessa

      O final foi tão confuso que fiquei perdida, mas agora vc colocando dessa forma faz mais sentido. Mas mesmo assim, infelizmente achei que o final não foi coerente. Como a maioria dos que conhecem o Mistério Dyatlov fiquei decepcionada.

    • Vanessa

      O final foi tão confuso que fiquei perdida, mas agora vc colocando dessa forma faz mais sentido. Mas mesmo assim, infelizmente achei que o final não foi coerente. Como a maioria dos que conhecem o Mistério Dyatlov fiquei decepcionada!

  7. Ian Manau

    Realmente, um filme que só copiou os clichês cansativos de “A Bruxa de Blair” e outros, e outros, e mais outros que vieram depois, como o trash “REC” e “Atividade Paranormal”. Tema bem fundamentado, todavia, de roteiro fraco, atuação ruim dos atores, falta de originalidade do diretor, que segue o velho pensamento xenófobo de seu país: só os americanos fazem algo importante…

  8. Mauros

    Bom filME, REALMENTE É ISSO MESMO. ELES PASSAM PELO PORTAL E VIAJAM NO TEMPO E ERAM ELES “LUTANDO” CONTRA ELES MESMOS. nO FINAL QUANDO ESTÃO PENDURADOS NOS GANCHOS DA PARA VER O FORMATO DOS PÉS DELES (REALMENTE SÃO GRANDES) E TAMBÉM APARECE A TATUAGEM ATRÁS DA ORELHA DA MULHER. ENTÃO PODE-SE DEDUZIR QUE ELES PASSARAM PELO PORTAL DIVERSAS VEZES, POIS ANTES DA AVALANCHE JÁ HAVIAM PEGADAS “PÉS GRANDES” AO REDOR DAS BARRACAS, E TAMBÉM A LÍNGUA DE UM DOS MILITARES DENTRO DA ANTENA METEOROLÓGICA, OU SEJA, ELES ESTAVAM TENTANDO FAZER COM QUE ELES MESMOS FOSSEM EMBORA DALI, ANTES DE TUDO ACONTECER.

    aGORA A PERGUNTA QUE FICA É: SE O DIRETOR DO FILME FOI ALÉM, E QUERIA PASSAR QUE ELES MESMOS FORAM OS AUTORES DAS MORTES DE 1959, SE ELES VIAJARAM PARA AQUELE TEMPO TAMBÉM, ELES PODERIAM TER SIDO O MOTIVO DO PÂNICO DOS ESQUIADORES.

    • Anddy

      PElo visto vc foi único da galera e até da crítica que conseguiu entender o filme, isso é Bom, pq Brasileiro geralmente adora dar uma de cineasta, diretor, falando de imagens, sombras, áudio entre outras balelas que leio, mas quando tentam interpretar o filme, eles falam que acabou sem pé e sem cabeça…. Mas voltando o que vc Postou, Com certeza eles foram o motivo do pânico dos esquiadores de 1959…em diversas passagem do filme, a loirinha falava exatamente sobre a porta que trancava por fora, que era tudo escuro e a ligação dela com a montanha, que ela via isso em seus sonhos.. Mas na verdade não era bem sonho… De fato ela tinha passado por isso e passaria novamente várias vezes… Toda a trajetória deles viraram um loop, e sempre que ela é o cara do tempo atual passam pelo buraco de minhoca, o loop se reinicia em 59.

  9. KAROLAINE

    BOA TARDE
    IMAGINO QUE VOCÊ NÃO TENHA COMPREENDIDO O FILME.
    UM POUCO NO INICIO DO FILME ELES VÃO VISITAR A SENHORA, (TIA DO SERGAY CUJO O NOME É ALYA) ELA JÁ DIZ QUE AJUDOU A ENCONTRAR OS 9 CORPOS, MAS NÃO ERAM 9 E SIM 11, OS OUTROS DOIS ERAM DIFERENTES E ESTRANHOS, O NOME DO IRMÃO DELA ERA VAILIK, OS DOIS ENCONTRARAM OS CORPOS COM A CÂMERA DE FILMAGEM DELES. (COISA QUE NA ÉPOCA ERA ESTRANHO, DEDUZO ISSO PELO FATO DE COMO A SENHORA DESCREVEU).
    NO FINAL DO FILME QUANDO ELES ATRAVESSAM O PORTAL APARECE DOIS CORPOS SEM MOSTRAR OS ROSTOS E UMA MULHER E UM HOMEM E A MULHER GRITA (VAILIK), SIGNIFICA QUE ESTA E A TIA DO SERGAY. PORTANTO ASSIM QUE ELES PASSAM PELO PORTAL VÃO PARAR EM 1950 COM AQUELA APARÊNCIA ESTRANHA QUE AQUELAS CRIATURAS TINHAM, EXATAMENTE NO MOMENTO QUE ELES ENCONTRARAM OS CORPOS (PORTANTO O QUE A TIA DO SERGAY DISSE ERA VERDADE, ERAM 9 CORPOS E MAIS 2 COM O DA HOLLY E DO AMIGO, COM APARÊNCIA ESTRANHA, E QUANDO A HOLLY DIZ QUE A MÍDIA NÃO MOSTROU OS DOIS CORPOS É PORQUE ELES FORAM ESCONDIDOS) , ISSO OCORREU POR CONTA DA PASSAGEM TEMPORAL, PODE VER QUE QUANDO LEVAM ELES PARA DENTRO DAQUELA PORTA ELES FALAM (QUE ROUPAS ESTRANHAS, NUNCA VI ALGO ASSIM) PORQUE ELES ESTÃO EM 1950, E QUANDO SÃO PENDURADOS MOSTRA A TATUAGEM QUE ERA DA HOLLY (UMA ASA) CONFIRMANDO ASSIM QUE É OS DOIS DEPOIS DE TER PASSADO PELA PASSAGEM.
    AQUELE HOMEM QUE FICOU LOUCO E DISSERAM QUE ELE MORREU, E APARECEU NA JANELA DEIXANDO UMA MENSAGEM QUE DIZIA FIQUEM LONGE, JÁ ERA UM AVISO PARA NÃO IREM.
    IMAGINO QUE ELES FIZERAM ESTA MESMA VIAJEM VARIAS E VARIAS VEZES PORQUE TINHAM VARIAS PEGADAS DELES NA NEVE, E OUTRAS PESSOAS QUE DESAPARECERAM LA TAMBÉM (ISSO EXPLICA AS VARIAS CRIATURAS QUE JÁ ESTAVAM PRESAS DENTRO). POR FIM POR MAIS QUE ELES FIZERAM A MESMA VIAJEM POR VARIAS VEZES NÃO TEM COMO ALTERAR O FATO DE ELES REPETIREM OS MESMO ATOS E IREM PARAR NO MESMO LUGAR, NÃO IMPORTA O QUE FAÇAM ELES PARAM NO LUGAR ONDE TUDO ACONTECEU.

  10. KÁTIA ERMANA MAGALHÃES FERRO

    Alguem sabe o nome da musica do final do filme