O ÍDOLO (Crítica) Mostra SP

Kadu Silva

O poder da arte

É impossível não começar qualquer análise sobre esse filme e não lembrar do governo atual do Brasil que considera o esporte e a arte algo descartável na formação de um cidadão. A história da humanidade já mostrou como a arte e o esporte são importantes até para interromper guerras e unir povos, sem contar os demais benefícios físicos e psicológicos naturalmente alcançados por quem tem ou teve contato com eles. O filme O Ídolo é uma história real desse poder.

O longa-metragem narra a trajetória real de Mohammad Assaf, um morador da perigosa região de Gaza na Palestina, que desde garoto sonhava em se tornar um grande ídolo da música. Conhecemos de sua infância com a irmã Nour e seus amigos que tinham uma banda, até ele se tornar o vencedor em 2013 do Árabe Idol.

O roteiro do também diretor Hany Abu-Assad (Omar) apesar de utilizar do melodrama em excesso em determinados momentos, consegue retratar uma história pouco conhecida no ocidente e ainda encontra espaço para mostrar os costumes tão rudimentares que ainda fazem parte da cultura da região, sem nunca perder o tom de esperança de algo melhor que todos por lá almejam.

O grande mérito do diretor Assad é não perder olhar de ternura mesmo tendo todo caos ao redor insistindo em se tornar protagonista da história.

Não há originalidade na direção do filme, muito disso, em função da história ser um fato real, o que chama bastante atenção é a personagem Nour a irmã de Mohammed, ela ainda garota não se conformava com o machismo e a condição da mulher dentro da sociedade e peitava todos para não abandonar o que acreditava e mesmo contra as regras ela nunca deixava de fazer o que tinha vontade. Para quem vive uma realidade diferente dessa, parece pouco, mas para os cidadãos locais isso deve ter uma representativa forte, afinal é preciso dar o primeiro passo para buscar uma evolução na realidade em que vivemos.

O elenco do filme é primoroso, mas a fase dos personagens crianças é a mais encantadora, impossível não torcer pelo sonho dos meninos em se tornar astros da música. Destaque também para a ótima fotografia que consegue encontrar beleza em meio ao caos e a trilha sonora fundamental para um filme sobre música.

O Ídolo é uma produção que além de trazer para o mundo uma história tocante pouco conhecida, mostra o grande poder da arte como “arma” para transformar a realidade cruel de um povo.

O IDOLO

SINOPSE

Drama inspirado na incrível história de Mohammad Assaf, ganhador do programa árabe Idol, em 2013. Um jovem rapaz em Gaxa, Mohammad Assaf sonha em um dia cantar na Cairo Opera House, com sua irmã e sua melhor amiga, Nour. Um dia, Nour sofre um colapso e é levada ao hospital onde descobrem que ela precisa de um transplante de rim, deixando Mohammad com o desejo de um dia se tornar um famoso cantor em Cairo. Escapando de Gaza para o Egito contra todos os obstáculos, Mohammad começa a tão sonhada jornada de sua vida.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Hany Abu-Assad” espaco=”br”]Hany Abu Assad[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Hany Abu-Assad
Título Original: Ya Tayr El Tayer
Gênero: Biografia
Duração: 1h 35min
Classificação etária: 12 Anos
Lançamento: 8 de dezembro de 2016 (Brasil)

Comente pelo Facebook